quinta-feira, 18 de junho de 2009

"UMA DISCUSSÃO BIZANTINA"

Jornalista precisa ou não de diploma?

Os donos de um poder alardeiam. Gritam por uma causa disparatada. O expressar-se jornalisticamente no Brasil até hoje tinha um dono, dantes não tinha e nem deve o ter. Tem importância um diploma de comunicação? Claro. Todo tipo de qualificação é bem vinda, só não se pode, a bem da liberdade soberana que todo indivíduo deve de se expressar, exigir um diploma, seja ele de que for, para que alguém possa exercer de forma plena esse direito. Quem pode ensinar as disciplinas básicas do curso de Comunicação nas faculdades? O diplomado na área. Quem pode ministrar aulas de história no ensino regular? O diplomado em história. Quem pode pesquisar o passado? Fazer pesquisas históricas, lançar livros de história? (Ofício que diferente do jornalismo, existe a milhares de anos) Qualquer um que se dispuser. Quem pode narrar fatos, comentá-los, publicá-los em jornais, revistas, internet, TV, rádio ou em qualquer outro meio que possa surgir? Qualquer um que se dispuser. Nos países desenvolvidos, os profissionais mais gabaritados são formados em outras áreas do conhecimento (alguns depois fazem especialização na área de comunicação). Uma coisa é certa, para quem tanto fala em liberdade de expressão, e não estou aqui questionando isso, não pode defender que uma pessoa tenha de estudar quatro anos para poder expressar-se como jornalista. Além do mais, o discurso de que o diploma de tais profissionais perde o valor é uma falácia pois comparar a amplitude de um curso de comunicação, com a prática jornalística é reducionismo. Portanto, Isso não é questão de desqualificar uma classe mas, de não excluir todo o restante.

segunda-feira, 8 de junho de 2009

POEMA A VÍCTOR SISO

Ao vencedor ajuizado

Se lado a lado encontrarmos quiçá um dia
amor pleno e desconforto latejante
não por um simples instante
mas sem data de fim,
saberemos que amor mensurável
é um querer que não perdura
uma simples criatura
ilustra bem isso em mim

Quem sou eu

Minha foto
Formado em história, mestrando em educação. Educador social (trabalho com prevenção às droga) Tenho como hobby, a dramaturgia, escrevi algumas peças teatrais e tenho um livro publicado nesta área.