quarta-feira, 7 de maio de 2008

NÃO TEMOS TEMPO A PERDER

Há decadas existe na UFPI o curso de Filosofia eu me pergunto: onde estão os nossos filósofos?
Brincadeira. Isso é apenas uma provocação. Não quero atacar o curso oriundo da velha FAFI. Longe de mim, mas me inquieto com a postura de muitos alunos de filofia da Ufpi. Vivem querendo eleger um tal de Porco em tudo, presidente, prefeito diretor de centro, Reitor... Mas eu me ponho a perguntar-me, será que simplesmente avacalhar a coisa, resolve alguma algo? Parece hilário, mas nossos pobres graduandos viajam numa anacronia existencial: remontam as velhas reivindicações da época da ditadura, onde tudo era diferente. Hoje podemos "fazer a hora" como cantava Vandré, com completa liberdade. Eleger um porco é uma proposta no mínimo niilista, distópica e não é disso que a sociedade precisa... faria muito mais se esses goliardos modernos, fossem as periferias tentar ajudar a população carente reinvidicar um poste para uma rua, um calçamento ... eles vivem numa alucinação tosca de que suas poesias: que se resumem em nada ... nem dadaísmo é! E quando o outro dia chega, olham para si e vêem que sabem usar muito bem as suas inexpressividades... não são tolos, são bobos. Vez por outro os vejo, estão sempre ali, na praça do CCHL ... passo, juro que tento entender alguma coisa, tento tirar algo de proveito e me decepciono sempre, eles talvez acham que têem todo tempo do mundo, mas quem quer de fato mudar algo, não tem tempo a perder

Quem sou eu

Minha foto
Formado em história, mestrando em educação. Educador social (trabalho com prevenção às droga) Tenho como hobby, a dramaturgia, escrevi algumas peças teatrais e tenho um livro publicado nesta área.